A “capital do mundo”, Nova Iorque, inaugurou mais um ícone. E este deve marcar não somente o panorama visual da cidade, renovando a Roosevelt Island, mas também promete ser um locus de inovação e empreendedorismo com impacto local, regional e global.

Trata-se do novo campus de Cornell Tech!

Foram sete anos desde o momento em que a equipe do então prefeito Mike Bloomberg sugeriu a ideia de se lançar uma competição para seleção de um novo campus tecnológico em New York City. O resultado surgiu promissor, fruto de muito trabalho e investimentos de U$ 2 bilhões em um terreno de 12 acres localizado na ilha Roosevelt, no East River.

E o campus já foi inaugurado com cerca de 30 professores em dedicação integral em engenharia, administração, ciências da computação  e direito, e mais de 300 estudantes de pós-graduação. Estes trabalham e estudam nos 3 modernos prédios da primeira fase do campus: o “The House”, o “Bloomberg Center”, e o “The Bridge”.

Com laboratórios de pesquisa e de computação entre os mais avançados do mundo, o campus oferecerá, também, um centro de design e prototipagem no qual mais de 2.000 pós-graduandos e centenas de professores e pesquisadores desenvolverão suas atividades.

Como CORNELL TECH impactará o ensino de Negócios

The Bridge

Um dos principais beneficiários do ambicioso projeto em NY é o Cornell SC Johnson College of Business, que contará com mais de 2.000 metros quadrados de espaço no “The Bridge”, prédio que tem por propósito justamente a conexão entre a academia e o setor produtivo, focado em startups e geração de empregos. Neste espaço, a escola de negócios terá 2 anfiteatros para aulas, além de oito salas de grupos e dezenas de unidades de trabalho para sua equipe de professores.

Área de Studios para coworking no The Bridge

O novo campus já vem se consolidando como um imã, provocando um aumento na procura dos candidatos por vagas nos cursos em Cornell, mas também atraindo novos professores de renome internacional. Além disso, a forte rede de ex-alunos de Cornell em Manhattan deve tornar o novo campus num centro de conferências, encontros e eventos corporativos. Iniciando em breve os cursos de capacitação para executivos, o College of Business já está construindo seu calendário para o próximo ano, sendo que a Amazon, uma usual parceira de Cornell, será uma das primeiras empresas a vir para atividades em Cornell Tech na Roosevelt Island. No prédio “The Bridge”, espaços Studio servirão para times interdisciplinares trabalharem em conjunto em novas ideias e produtos.

Prof. Soumitra Dutta, Reitor do SC Johnson College of Business

Para o reitor do College of Business, Prof. Soumitra Dutta, “Com a forte rede de Cornell, podemos agora unir capacidades das áreas de tecnologia, negócios, saúde e hospitalidade, criando uma nova presença incrível em NY, o mais importante hub econômico do planeta. Essa oportunidade ajuda a nos tornar únicos, em uma escola com dois campus de classe mundial plenamente integrados.”

A escola de negócios visualiza, em breve, condições para que os alunos do seu prestigiado MBA do campus em Ithaca, interior do estado de NY, além daqueles do novo campus de Cornell Tech, se beneficiarão de aulas nessas duas bases, aprendendo com os mais de 200 professores já atuantes em seu campus tradicional, bem como os novos que chegarão a Manhattan. Como aquecimento, os estudantes de Ithaca já poderão, neste Outono, participar de quatro cursos em Nova Iorque: Digital Leadership in Cultural Markets, Designing Data Products, Design Thinking, and Leading Agile Innovation.

Durante a cerimônia de inauguração, o ex-prefeito Michael Bloomberg expressou sua satisfação com o início das atividades do novo campus. Para ele, “Esse campus ajuda a trazer Nova Iorque de volta ao futuro”. Bloomberg, que é um dos maiores empresários americanos no setor de mídia e informação, foi um dos principais doadores para o novo campus.

Centro Bloomberg

Apesar de não ser formado na Universidade de Cornell – Michael Bloomberg é formado na Johns Hopkins University – decidiu doar U$ 100 milhões de sua fortuna pessoal como ajuda para a construção do campus. Com isso, a Universidade decidiu nomear um dos 3 prédios da primeira fase do campus com o sobrenome da família, homenageando Emma e Georgina Bloomberg, as duas filhas do empresário.

Como as atividades de Cornell Tech tiveram início antes mesmo da inauguração do novo campus, o conceito empregado pela universidade vem se provando acertado. A ideia de que não haverá distanciamento entre as atividades acadêmicas e o mundo empresarial, que o tecno-digital é indutor de transformações e progresso para o planeta, e que professores e alunos utilizarão ambientes abertos e integrados no seu dia-a-dia já vem gerando resultados. Dentre as mais de 500 startups no atual ecosistema da Universidade, 38 já surgiram de alunos atuantes nos programas de Cornell Tech. E agora, com a nova infraestrutura funcionando, os números devem crescer bastante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor coloque aqui o seu Nome