Sem autorização das autoridades chinesas para abertura da sua operação direta no país, a Netflix adotou um formato alternativo para acessar aquele enorme mercado de entretenimento ao anunciar um acordo de licenciamento com um de seus mais poderosos concorrentes locais, a IQIYI.

Baseada em Beijing, a IQIYI é uma grande provedora de serviços de vídeo, e integra o grupo BAIDU, um dos maiores conglomerados da Internet no planeta. E com ela a Netflix estabeleceu a parceria para distribuição de conteúdo na China, anunciada nessa terça-feira nas prévias da conferência APOS, em Bali, na Indonésia.

Frank Underwood, personagem de Kevin Spacey na série House of Cards, fez enorme sucesso na China

Segundo Robert Roy, vice-presidente de conteúdo da Netflix, “A China é um importante mercado por razões óbvias; também é um mercado desafiador, por razões óbvias. Neste momento, tratamos do licenciamento de conteúdo da Netflix para a China, e estamos entusiasmados com o acordo com a iQiyi.”.

Em resposta aos repórteres, Roy adicionou: “Para nós, [o acordo] propicia algumas coisas, como distribuir nosso conteúdo para o território e criar reconhecimento para a marca Netflix e seu conteúdo”.

A iQiyi, teve início como uma plataforma de vídeo alicerçada em publicidade, mas tem transicionado para um modelo de assinatura semelhante ao da Netflix. Apesar de contar com a maior base de usuários pagantes e o mais amplo portifólio de conteúdo, a empresa enfrenta um cenário local de muita competição, em especial por empresas bem capitalizadas pertencentes à gigante do comércio eletrônico Alibaba.

Em uma iniciativa anterior no mercado chinês, a Netflix conseguiu autorização para distribuir a série House of Cards, que se tornou um fenômeno, viralizando na plataforma Sohu, antes de ser suspenso pelas autoridades locais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor coloque aqui o seu Nome